Loading Loading...
 

Lisboa XXI

Aderir ao EventoSistemas construtivos em Lisboa

Uma breve reflexão

João Mascarenhas Mateus

21 Abril

16:00 – 17:30

Auditório Afonso Barros (Ala Autónoma)

Entrada livre

ISCTE-IUL | Lisboa

Resumo

Tal como em muitas outras cidades europeias, a história de Lisboa está intimamente ligada às culturas construtivas baseadas na cal e às novas culturas do aço e do betão armado. Os sistemas construtivos usados atualmente na cidade enquadram-se num contexto internacional e resultam da optimização industrial de processos de construção a partir do século XIX. As construtivas da cal estão presentes em Lisboa sobretudo nos seus bairros históricos mas muitas construções realizadas em betão armado fazem parte integrante da conformação do seu território. Identificar a importância dos sistemas construtivos no património construído de Lisboa e no seu tecido urbano constitui um exercício que coloca em destaque o valor tecnológico da arquitectura e do urbanismo da capital. Um valor por vezes menos mencionado na avaliação do capital cultural de Lisboa.

Nota curricular

Investigador Principal (Investigador FCT) no CIAUD – Centro de Investigação em Arquitetura, Urbanismo e Design – Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa. Depois da Licenciatura em Engenharia Civil no IST, fez o Mestrado em Ciências da Arquitectura na Katholieke Universiteit Leuven, Bélgica onde trabalhou como assistente de investigação (1993-1995). Doutorado em Engenharia Civil pelo IST (2001). Realizou na Universidade La Sapienza de Roma- Itália a investigação de doutoramento sobre a utilização de técnicas tradicionais de construção de edifícios de alvenaria na actividade da conservação arquitectónica. Em Roma, projectou e dirigiu os trabalhos de conservação do Instituto Português e do Pontifício Colégio Português. Foi coordenador técnico da candidatura da Baixa Pombalina à Lista do Património Mundial (2003-2006). Organizou em 2010 e 2015 a Primeira e Segunda Conferências sobre História da Construção em Portugal, foi um dos coordenadores do I Congresso da História da Construção Luso-Brasileira (2013) e é um dos coordenadores do II Congresso com o mesmo tema, a realizar no Porto em Setembro de 2016. Fundador e vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Estudos de História da Construção em 2015.