Loading Loading...
 

LISBOA XXI Conferências

5º Ciclo de Conferências LISBOA XXI – Minha Querida Lisboa

Restelo: um laboratório arquitectónico

Patrícia Bento d’Almeida

25 Fev | 16:00 – 17:30
Auditório Afonso de Barros
Entrada livre
ISCTE-IUL

Aderir ao Evento


::::: Resumo
Era ainda a zona do Restelo denominada de Encosta da Ajuda quando os arquitetos portugueses viram neste território o palco ideal para experimentar novas soluções urbanísticas e arquitetónicas. Se nos anos 40 do século XX as edificações (aportuguesadas) demarcaram-se na paisagem, na década seguinte são os ensinamentos de Le Corbusier que foram fielmente aplicados. Servindo de cenário à efémera exposição do Mundo Português (1940), e sendo à época uma das principais áreas de expansão planeadas da cidade de Lisboa, o Restelo foi entendido por um grande número de ateliers como um verdadeiro laboratório arquitetónico, possibilitando um ensaio da Modernidade por parte dos mais jovens profissionais.

::::: Nota curricular
Patrícia Bento d’Almeida (1976) é licenciada em arquitetura. Apoiada pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, em 2006 obteve o grau de mestre e em 2013 o grau de doutor em História da Arte Contemporânea pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Tem colaborado em diversos projetos de investigação nacionais sendo atualmente investigadora do DINÂMIA/CET-IUL, Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa. Autora de artigos científicos e textos de enquadramento crítico no âmbito da História da Arquitetura e do Urbanismo em Portugal desenvolve presentemente investigação no âmbito da produção arquitetónica do século XX e das práticas e metodologias de investigação em arquitetura.