Loading Loading...
 

Aula Aberta

Aula Aberta
Lisboa e a Engenharia da Cidade:
Regularidade, Simetria e Programa

28 de Janeiro | 18H00

Centro de Informação Urbana de Lisboa

Picoas Plaza, Rua Viriato, 13E, Núcleo 6, Piso 1, Lisboa

Entrada Livre com inscrição aqui

Lisboa e a engenharia da cidade: regularidade, simetria e programa
Paula André

O complexo processo do contemporâneo território urbano é o espelho das dinâmicas, das convergências, das contradições e dos discursos do mundo simultaneamente globalizado e localizado. Assumindo a cidade como produtora de conhecimento, pretende-se desvendar as categorias operativas de um modus nostrum de operar no território, de forma a caracterizar a morfologia urbana portuguesa, e a ancorar e fundamentar o fazer da cidade hoje. Mas, qual a especificidade da cultura urbana portuguesa? De que modo essa cultura interage com a geografia e de que modo a torna paisagem? Consideramos que o urbanismo português revela a tradição da flexibilidade na aplicação da tríade regularidade, simetria e programa, através de uma acção concertada entre poder, legislação e arquitectura-urbanismo aplicada à escala da cidade, de que destacamos como exemplos paradigmáticos dessa acção concertada, os períodos de D. Manuel I / Senado da Câmara – “Vila Nova do Olival” (séc. XVI), D. José I / Sebastião José de Carvalho e Melo – “Plano de Reconstrução da Baixa” (séc. XVIII) e António de Oliveira Salazar / Duarte Pacheco – “Instituto Superior Técnico” e “Plano de Urbanização desde o Terreiro do Paço até Cascais” (séc. XX). Acção concertada apoiada na tradição da síntese da erudição e da praxis, tradição essa que assenta num modus operandi de intervir/interagir no territorium.

Paula André, é doutorada em Arquitectura e Urbanismo pelo ISCTE-IUL e mestre em História da Arte pela FCSH da Universidade Nova de Lisboa. Professora Auxiliar do Departamento de Arquitectura e Urbanismo do ISCTE-IUL – Instituto Universitário de Lisboa, docente no Mestrado Integrado em Arquitectura (unidades curriculares: História da Arquitectura e da Cidade II; Teoria da Arquitectura Contemporânea I; Lisboa: rupturas e continuidades; História da Arquitectura Portuguesa), no Doutoramento em Arquitectura dos Territórios Metropolitanos Contemporâneos, e no Mestrado em Empreendedorismo e Estudos da Cultura (unidade curricular: História da Arte). Membro da Comissão Permanente da Comissão Cientifica do Departamento de Arquitectura e Urbanismo do ISCTE-IUL. Investigadora do DINÂMIA’CET-IUL – Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território. Membro da equipa do projecto de investigação Printed Photography. Image and Propaganda (1934-1974). Tem desenvolvido investigação nas áreas da Teoria e História da Arquitectura e do Urbanismo, da História da Arte, das Cidades e Património e das Digital Humanities, com publicações no Brasil, na Argentina, em Inglaterra, Espanha e em Portugal.