Loading Loading...
 

Debate/Workshop

Portela: Histórias, Vivências e Perspectivas Futuro
Debate/Workshop com a Comunidade

Associação de Moradores da Portela
16/10/2015, 17:00
Complexo Piscinas Municipais da Portela, Piso (-1)
Avenida da República
2685-232 Portela

PROGRAMA

17.00 – Abertura da Sessão:

Maria Eduarda Gonçalves, Directora do DINÂMIA’CET/ ISCTE-IUL
Ana Vaz Milheiro,Coordenadora do Projecto
DINÂMIA’CET/ ISCTE-IUL

17.20 – Espaço e vida na Portela

Bruno Macedo Ferreira, DINÂMIA’CET/ ISCTE-IUL
Sandra Marques Pereira, DINÂMIA’CET/ ISCTE-IUL

18.00: Debate

 

HABITAÇÕES PARA O MAIOR NÚMERO: LISBOA, LUANDA E MACAU é um projecto de investigação que procura compreender de que forma o modelo de urbanização moderna típico das décadas de 1960 e 1970 – constituído por edifício altos, fora da cidade tradicional e com grandes espaços abertos – foi utilizado em três contextos sociais, geográficos e culturais muito diferentes. Para cada cidade é estudado um bairro relevante pela qualidade do projecto de arquitectura e urbanismo, por se encontrar em pleno uso e pela importância que os seus arquitectos tiveram na cultura arquitectónica portuguesa da segunda metade do séc. XX. São bairros destinados à classe média e pioneiros no fenómeno de transformação das periferias destas cidades. Os casos escolhidos, o Bairro da Portela em Lisboa (do arquitecto Fernando Silva, projectado em 1964), o Bairro Prenda em Luanda (da equipa do arquitecto Fernão Lopes Simões de Carvalho, em 1961), e o conjunto STDM em Macau (do arquitecto Manuel Vicente, em 1978), são casos paradigmáticos. Durante dois anos e meio, uma equipa de investigadores portugueses, angolanos e macaenses constituída por arquitectos, historiadores e sociólogos estudou a história destes conjuntos habitacionais e o modo como cada um foi ocupado desde a sua construção, procurando traçar a sua história de vida e a relação das populações com os bairros, com os edifícios e com os apartamentos que habitam.